Weby shortcut
Marca da FCS - Faculdade de Ciências Sociais

Características e Matriz Curricular

Atualizado em 10/10/19 16:52.

CARACTERÍSTICAS DO CURSO

Diplomacia e Relações Internacionais é um curso de pós-graduação lato sensu oferecido pela Universidade Federal de Goiás (UFG) em Goiânia (GO). Em formato, corpo docente e matriz curricular, é uma proposta singular, ideal para quem quer seguir uma carreira internacional ou acadêmica, em cargos como diplomata, analista de comércio exterior, oficial de inteligência, gestor público, pesquisador e professor.

O corpo docente provém da própria UFG e de Brasília, incluindo profissionais atuantes em carreiras internacionais. Do total de professores, 80% são Doutores, e 20%, Mestres.

Claramente baseada na multidisciplinaridade, a matriz curricular é a seguinte:

1.      História Mundial

2.      Teoria Econômica

3.      História do Brasil

4.      Geografia

5.      Política Internacional

6.      Direito Constitucional

7.      História da Política Exterior do Brasil

8.      Economia Brasileira

9.      Brasil Contemporâneo

10.  Relações Internacionais do Brasil

11.  Direito Internacional

Público alvo: graduados em Relações Internacionais ou áreas afins em cursos reconhecidos pelo Ministério da Educação; interessados em concursos públicos para cargos no Ministério das Relações Exteriores, no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, na Agência Brasileira de Inteligência, no Senado Federal, na Câmara dos Deputados, entre outros; estudantes interessados em mestrado ou doutorado.

Duração: 12 meses

Carga Horária Total: 360 horas presenciais 

Horários: as aulas serão ministradas nas quintas e nas sextas feiras de 18:00 às 21:30; e sábados de 8:00 às 11:30 e de 13:00 às 16:00.

Número de Vagas: 41 (sendo 10% das vagas reservadas para servidores da UFG)

Local das aulas: salas da Faculdade de Ciências Sociais e Centros de Aulas do Campus Samambaia, Regional Goiânia, da Universidade Federal de Goiás.

Objetivos:

  • Responder às demandas da sociedade do Estado de Goiás por conhecimentos profundos que articulem história, cultura, economia, direito e geografia sobre o Brasil e o mundo, oferecendo uma visão de mundo diferenciada, interdisciplinar e multicultural;
  • Contribuir para o aprimoramento da capacidade de estudantes graduados de alcançarem suas metas profissionais em concursos públicos que dão acesso a carreiras internacionais, desenvolvendo as suas capacidades de análise e de crítica;
  • Criar redes pessoais e institucionais da comunidade de Relações Internacionais de Goiás com profissionais de Brasília, tais como diplomatas, analistas de comércio exterior, oficiais de inteligência, entre outros;
  • Apoiar e qualificar o ensino da pós-graduação e da graduação na UFG, especialmente em Relações Internacionais e áreas afins, por meio da organização de minicursos, palestras e oficinas; e
  • Criar condições para novas iniciativas no âmbito da pós-graduação em Relações Internacionais e áreas afins, por meio do apoio à infraestrutura, à qualificação e à publicação de pesquisas.

Metodologia geral:

Aplicam-se os métodos pedagógicos de aula expositiva dialogada e debate em sala de aula. É obrigatória a leitura dos textos indicados pelo professor. Cada professor definirá o método de avaliação, a exemplo de artigo curto e exercícios em sala de aula. São de responsabilidade dos discentes o comparecimento nas aulas da disciplina e o acompanhamento de suas próprias faltas. Leituras complementares serão indicadas a partir de interesses específicos dos alunos. Nota mínima: 7. Frequência mínima: 85%.

 

MATRIZ CURRICULAR

Nome da Disciplina: História Mundial

Carga horária: 36 horas

Docente responsável: Carlo Patti

Docentes participantes: Aline Regina Alves Martins

Ementa:

História e ideias econômicas. Movimentos operários e de independência, revoluções burguesas e revoluções no século XX. Evolução da ordem internacional, rivalidades coloniais, guerras, acordos de paz, organizações internacionais, e ascensão e queda de grandes potências. A política externa dos EUA na América Latina, Pan-Americanismo, acordos regionais e integração latino-americana. Ideias e regimes políticos, identidades, a construção dos Estados nacionais, nacionalismo, socialismo, democracia, fascismo, comunismo. Transformações culturais e movimentos artísticos.

Bibliografia básica:

HOBSBAWM, Eric J. A Era das Revoluções 1789-1848. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2003.

HOBSBAWM, Eric J. A Era do Capital 1848-1875. 12. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2007.

HOBSBAWM, Eric J. Era dos Extremos: o breve século XX (1914-1991). 2. ed. São Paulo: Cia. das Letras, 1995.

HOBSBAWM, Eric J. A Era dos Impérios 1875-1914. 10. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2006.

SARAIVA, José Flávio Sombra (Org.). Relações Internacionais: dois séculos de história – entre a ordem bipolar e o policentrismo (de 1947 a nossos dias). Brasília: IBRI, 2001

 

Nome da Disciplina: História do Brasil

Carga horária: 36 horas

Docente responsável: Rogério Lustosa Victor

Docentes participantes: Giovanni Okado

Ementa:

Tópicos da história do Brasil. Configuração territorial do colonialismo português. Tratado de Madri e Alexandre de Gusmão. O processo de independência e o Brasil como sede do Estado monárquico português. O Primeiro Reinado (1822-1831) e a Constituição de 1824. A Regência (1831-1840) e revoltas provinciais. O Segundo Reinado (1840-1889), a questão da escravidão e a crise do Estado Monárquico. A Primeira República (1889-1930), o regime oligárquico e a crise dos anos 1920. A Revolução de 1930, a Era Vargas (1930-1945), a Constituição de 1937, industrialização e legislação trabalhista. A República Liberal (1945-1964), a Constituição de 1946, industrialização e urbanização. O Regime Militar (1964-1985) e os processos de transição política. A Constituição de 1988, política, sociedade, cultura e economia no Brasil contemporâneo. Evolução da cidadania no Brasil (1822-2010). História dos partidos políticos brasileiros (1822-2010). Sociedade e cultura brasileiras nos séculos XIX e XX.

Bibliografia básica:

BORIS, Fausto. História do Brasil. São Paulo: EDUSP, 2000.

CARDOSO, Ciro Flamarion, Santana; LINHARES, Maria Yedda. Historia Geral do Brasil. Rio de Janeiro: Campus, 1996.

CARVALHO, José Murilo de. A Construção da Ordem: A elite política imperial = Teatro de Sombras: a política imperial. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007.

Nome da Disciplina: História da Política Exterior do Brasil

 

Nome da Disciplina: História da Política Exterior do Brasil

Carga horária: 36 horas

Docente responsável: Diego Marques Morlim

Docentes participantes:

Ementa:

O reconhecimento da independência e a política exterior do Primeiro Reinado (1822-1831) e da Regência (1831-1840). A política exterior do Segundo Reinado (1840-1889), as questões de fronteira e as relações com o Império Britânico e os Estados Unidos. A Guerra do Paraguai. A obra de Rio Branco. O Brasil na Primeira Guerra Mundial e na Liga das Nações. Política externa da Era Vargas, relações com os EUA. A “Operação Panamericana” e a “política externa independente”. Política externa brasileira para a América Latina e a África. O Brasil na Organização das Nações Unidas e no Mercosul. Acumulado histórico da diplomacia brasileira (1822-2010).

Bibliografia básica:

CERVO, Amado Luiz. Inserção internacional do Brasil: formação dos conceitos. São Paulo: Saraiva, 2008.

ALBUQUERQUE, José Guilhon (org.). Sessenta anos de política externa brasileira (1930- 1990). 4 volumes. São Paulo: Cultura/NUPRI, 1996/2000.

BANDEIRA, Moniz. Brasil-Estados Unidos: a rivalidade emergente (1950-1988). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1989.

CERVO, Amado Luiz; BUENO, Clodoaldo. História da política exterior do Brasil. 4ª ed., Brasília: UnB, 2011.

GARCIA, Eugênio Vargas. Cronologia das relações internacionais do Brasil. Rio de Janeiro: Contraponto, 2005.

 

Nome da Disciplina: Geografia

Carga horária: 30 horas

Docente responsável: Matheus Hoffmann Pfrimer

Docentes participantes:

Ementa:

As principais correntes teóricas e metodológicas da Geografia. A Geografia da População: distribuição espacial da população no mundo e no Brasil; migrações; dinâmica populacional e indicadores da qualidade de vida. Geografia Econômica: globalização e divisão internacional do trabalho; formação e estrutura dos blocos econômicos internacionais; energia, logística e re-ordenamento territorial pós-fordista; disparidades regionais e planejamento no Brasil. Geografia Agrária: distribuição geográfica da agricultura e pecuária mundiais; estruturação e funcionamento do agronegócio no mundo e no Brasil; estrutura fundiária, uso da terra e relações de produção no campo brasileiro. Geografia Urbana: urbanização e redes de cidades; conurbação, metropolização e cidades-mundiais; dinâmica intraurbana das metrópoles brasileiras; o papel das cidades-médias na modernização do Brasil. Geografia Política: teorias geopolíticas e poder mundial; as fronteiras e as formas de apropriação política do espaço; relações Estado-território; formação territorial do Brasil. Geografia e gestão ambiental: meio ambiente nas relações internacionais; macrodivisão natural do espaço brasileiro (biomas, domínios e ecossistemas); política e gestão ambiental no Brasil.

Bibliografia básica:

BECKER, Bertha K. Brasil: uma nova potência regional na economia-mundo. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1994.

HARVEY, David. Condição pós-moderna. São Paulo: Loyola, 1993.

IANNI, Octavio. Estado e planejamento econômico no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1996.

SANTOS, Milton. Espaço e método. São Paulo: Nobel, 1992.

HAESBAERT, Rogério (org.). Globalização e Fragmentação no Mundo Contemporâneo. Rio de Janeiro: Eduf, 1998.

 

Nome da Disciplina: Política Internacional

Carga horária: 36 horas

Docente responsável: Diego Trindade d’Ávila Magalhães

Docentes participantes: Geisa Cunha Franco

Ementa:

Teoria das Relações internacionais. Oriente Médio: a questão palestina, o Irã, o Iraque. Sistema financeiro internacional e sua reforma. Desarmamento e não-proliferação nuclear. Meio ambiente. Direitos Humanos. A reforma das Nações Unidas. Comércio internacional. Organização Mundial do Comércio (OMC). Desenvolvimento, pobreza e ações de combate à fome. Terrorismo e Narcotráfico.

Bibliografia básica:

ALTEMANI, Henrique; LESSA, Antonio Carlos. Relações internacionais do Brasil: temas e agendas (Volumes I e II) São Paulo: Saraiva, 2006.

BARRAL, Welber (Org.). O Brasil e a OMC. Curitiba: Juruá, 2002.

CARVALHO RAMOS, André de. Processo Internacional de Direitos Humanos. 2ª ed., São Paulo: Saraiva, 2012.

ESTEVES, P. (org.) Instituições Internacionais: segurança, comércio e integração. Belo Horizonte: Editora da Puc Minas, 2003.

SEITENFUS, Ricardo. Manual das Organizações Internacionais. Porto Alegre, Livraria do Advogado, 4ª edição, 2005. 

PECEQUILO, Cristina Soreanu. Política Internacional: manual do candidato. Brasília: FUNAG, 2012.

SANTOS, Cristiane (ed.). Reformas na ONU. Rio de Janeiro: Fundação Konrad Adenauer, 2005.

 

Nome da Disciplina: Relações Internacionais do Brasil

Carga horária: 30 horas

Docente responsável: Diego Trindade d’Ávila Magalhães

Docentes participantes: Laís Forti Thomaz

Ementa:

A política externa argentina, norte-americana, francesa, inglesa, alemã, japonesa, russa, chinesa e indiana e relações com o Brasil. América do Sul e Mercosul. Relações do Brasil com os demais países do hemisfério, a União Europeia, a África e a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

Bibliografia básica:

DATHEIN, Ricardo (org.). Parceiros estratégicos para a inserção internacional do Brasil: Américas. Porto Alegre: Ed. Da UFRGS, 2012. Vol. 1.

DATHEIN, Ricardo (org.). Parceiros estratégicos para a inserção internacional do Brasil: Ásia, África e Europa. Porto Alegre: Ed. Da UFRGS, 2012. Vol. 2.

FUNDAÇÃO ALEXANDRE DE GUSMÃO – FUNAG. Conferência Nacional de Política Externa e Política Internacional – III CNPEPI – o Brasil no mundo que vem aí. Seminário Preparatório sobre a Índia. Brasília: FUNAG, 2008

ZAKARIA, Fareed. O mundo pós-americano. São Paulo: Companhia das Letras, 2008

Nome da Disciplina: Direito Constitucional

Carga horária: 21 horas

Docente responsável: Saulo de Oliveira Pinto Coelho

Docentes participantes: Alessandro Gonçalves da Paixão

Ementa:

Normas jurídicas: características e hierarquia. Constituição: conceito, classificações, primado da Constituição, controle de constitucionalidade das leis e dos atos normativos. Fatos e atos jurídicos: elementos, classificação e vícios do ato e do negócio jurídico. Estado: características, elementos, soberania, formas de Estado, confederação, república e monarquia, sistemas de governo (presidencialista e parlamentarista), estado democrático de direito. Personalidade jurídica, organização dos poderes e processo legislativo no direito brasileiro. Princípios, direitos e garantias fundamentais da Constituição Federal de 1988 (CF/88), competências da União, dos Estados-membros e dos municípios e características do Distrito Federal. Atividade administrativa do Estado brasileiro: princípios constitucionais da administração pública e dos servidores públicos, controle de legalidade dos atos da Administração Responsabilidade civil do Estado no direito brasileiro

Bibliografia básica:

PAULO, Vicente; ALEXANDRINO, Marcelo. Direito Constitucional Descomplicado. São Paulo: Método, 2013.

MASSON, Nathália. Manual de Direito Constitucional. Salvador: Ed. JusPODIVM, 2013.

NOVELINO, Marcelo. Manual de Direito Constitucional. São Paulo: Método, 2013.

 

Nome da Disciplina: Direito Internacional

Carga horária: 30 horas

Docente responsável: João Henrique Roriz

Docentes participantes:

Ementa:

Caráter jurídico do direito internacional público (DIP): fundamento de validade da norma jurídica internacional; DIP e direito interno; DIP e direito internacional privado (Lei de Introdução ao Código Civil). Fontes do DIP: Estatuto da Corte Internacional de Justiça (artigo 38); atos unilaterais do Estado; decisões de organizações internacionais; normas imperativas (jus cogens). Sujeitos do DIP: Estados [conceito; requisitos; território; população (nacionalidade, condição jurídica do estrangeiro, deportação, expulsão e extradição); governo e capacidade de entrar em relações com os demais Estados; surgimento e reconhecimento (de Estado e de governo); sucessão; responsabilidade internacional; jurisdição e imunidade de jurisdição; diplomatas e cônsules: privilégios e imunidades]; organizações internacionais (definição, elementos constitutivos, classificação, personalidade jurídica), Organização das Nações Unidas (ONU); Santa Sé e Estado da Cidade do Vaticano; indivíduo. Solução pacífica de controvérsias internacionais (artigo 33 da Carta da ONU): meios diplomáticos, políticos e jurisdicionais (arbitragem e tribunais internacionais). Direito internacional dos direitos humanos: proteção (âmbito internacional e regional); tribunais internacionais. Direito internacional humanitário; direito do refugiado. Direito da integração: noções gerais; MERCOSUL (gênese, estrutura institucional, solução de controvérsias).Direito da integração: noções gerais; União Europeia (gênese, estrutura institucional, solução de controvérsias). Direito do comércio internacional: conhecimentos elementares; Organização Mundial do Comércio (gênese, estrutura institucional, solução de controvérsias). Cooperação jurídica internacional em matéria penal

Bibliografia básica:

MAZZUOLI, Valerio de Oliveira. Curso de Direito Internacional Público. São Paulo: R. dos Tribunais, 2013..

MELLO, Celso de Albuquerque. Curso de Direito Internacional Público. Rio de Janeiro: Renovar, 2004.

REZEK, José Francisco. Direito Internacional Público: curso elementar. São Paulo: Saraiva, 2010.

 

Nome da Disciplina: Economia Brasileira

Carga horária: 30 horas

Docente responsável: Flávia Rezende Campos

Docentes participantes:

Ementa:

A economia brasileira no século XIX. Políticas econômicas e evolução da economia brasileira na Primeira República. A crise de 1929 e a industrialização brasileira na década dos trinta. O impacto da Segunda Guerra sobre a economia brasileira e os desdobramentos subsequentes. A Nova Fase de Industrialização. O Plano de Metas. O Período 1962-1967. A desaceleração no crescimento. Reformas no sistema fiscal e financeiro. Políticas antiinflacionárias. Política salarial. A Retomada do Crescimento 1968-1973. A desaceleração e o segundo PND. A crise dos anos oitenta. A interrupção do financiamento externo e as políticas de ajuste. Aceleração inflacionária e os planos de combate à inflação. Os anos noventa. Abertura comercial e financeira. A indústria, a inflação e o balanço de pagamentos. Pensamento econômico e desenvolvimentismo no Brasil. Economia Brasileira Contemporânea.

Bibliografia básica:

BAER, Werner. A Econômica Brasileira: uma breve análise desde o período colonial até os anos 70. São Paulo, Nobel, 2002.

FURTADO, Celso. Economia Brasileira. Rio de Janeiro: A Noite, 1954.

LEITE, Antônio Dias. A Economia Brasileira: de onde viemos e onde estamos. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

 

Nome da Disciplina: Teoria Econômica

Carga horária: 30 horas

Docente responsável: Larissa B. Cardoso

Docentes participantes: Aline Regina Alves Martins

Ementa:

Demanda do Consumidor. Preferências. Curvas de indiferença. Restrição orçamentária. Equilíbrio do consumidor. Mudanças de equilíbrio, efeito-preço, efeito-renda e efeito-substituição. Taxa marginal de substituição. Curva de demanda. Deslocamento da curva e ao longo da curva. Elasticidade-preço e elasticidade-renda. Classificação de bens. Excedente do consumidor. Oferta do Produtor. Fatores de produção. Função de produção. Isoquantas. Elasticidade-preço da oferta. Rendimentos de fator. Rendimentos de escala. Custos de produção. Excedente do produtor. Concorrência Perfeita, Monopólio, Concorrência Monopolística e Oligopólio. Comportamento das empresas. Determinação de preços e quantidades de equilíbrio. Contabilidade Nacional. Os conceitos de Produto e Renda Interna, Produto e Renda Nacional, Renda Disponível Bruta, Poupança Bruta Doméstica e capacidade ou necessidade de Financiamento Externo. Conceitos e cálculo do Déficit Público. A Conta de Balanço de Pagamentos: estrutura e cálculo do resultado do Balanço. Números Índices. Deflator Implícito e Índices de Preço ao Consumidor. Evolução do pensamento macroeconômico. Keynesianismo, monetarismo e escolas posteriores. Mercado de trabalho. Determinação do nível de emprego. Funções da moeda. Criação e distribuição de moeda. Oferta da moeda e mecanismos de controle. Procura da moeda. Papel do Banco Central. Moeda e preços no longo prazo. Poupança e investimento. Sistema financeiro. Flutuações econômicas no curto prazo. Oferta e demanda agregadas. Papel das políticas monetária e fiscal. Inflação e desemprego. Política comercial. Efeitos de tarifas, quotas e outros instrumentos de política governamental. Teorias clássicas do comércio. Vantagens absolutas e comparativas. Pensamento neoclássico e liberalismo comercial. A crítica de Prebisch e da Cepal.

Bibliografia básica:

CANO, Wilson. Introdução à Economia: uma abordagem crítica. São Paulo: UNESP, 2007.

KRUGMAN, Paul; OBSTFELD, Maurice. Economia Internacional: teoria e prática. São Paulo: Pearson Addison Wesley, 2005.

MANKIW, Gregory N. Introdução à Economia. São Paulo: Cengage Learning, 2013.

 

Nome da Disciplina: Brasil Contemporâneo

Carga horária: 27 horas

Docente responsável: Robert Bonifácio da Silva

Docentes participantes: Laís Forti Thomaz

Ementa:

Temas do Brasil contemporâneo. Tópicos de políticas públicas, disputas partidárias, sociedade, cultura, literatura, justiça social, economia, transporte, energia e meio ambiente.

Bibliografia básica:

FAUSTO, Boris. História do Brasil. São Paulo: EDUSP, 2000.

GARCIA, Eugênio Vargas. Cronologia das relações internacionais do Brasil. Rio de Janeiro: Contraponto, 2005.

LEITE, Antônio Dias. A Economia Brasileira: de onde viemos e onde estamos. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.